Isaías – O opróbrio das mulheres

rss

     A falta de homens aptos para o matrimônio é uma das consequências naturais de uma sociedade que perde muitos guerreiros nas diversas batalhas. Era obrigação dos homens sustentarem suas mulheres e concubinas, mas a escassez faria com que as mulheres abrissem mão desse direito e se mostravam dispostas a serem esposas, concubinas ou escravas, somente para evitar a vergonha de ficar sem maridos ou filhos;

Sete mulheres, naquele dia, lançarão mão de um homem, dizendo: Nós mesmas do nosso próprio pão nos sustentaremos e do que é nosso nos vestiremos; tão-somente queremos ser chamadas pelo teu nome; tira o nosso opróbrio. Is 4.1

     Cada palavra de exortação como esta, vinha também acompanhada de mensagens de esperança, porque na realidade, o Senhor prometera a Abrão uma descendência e mesmo que parte da nação fosse levada cativa, um “restante’ ou “renovo” ficariam sempre. Alguns seriam salvos e seriam chamados santos.

     Isaías, usando de todas as formas possíveis para comunicar e levar ao povo as instruções do Senhor; canta uma parábola, a respeito de uma vinha. O texto dá uma noção exata, em forma de canção, daquilo que o profeta queria dizer:

Agora, cantarei ao meu amado o cântico do meu amado a respeito da sua vinha. O meu amado teve uma vinha num outeiro fertilíssimo. Sachou-a, limpou-a das pedras e a plantou de vides escolhidas; edificou no meio dela uma torre e também abriu um lagar. Ele esperava que desse uvas boas, mas deu uvas bravas. Agora, pois, ó moradores de Jerusalém e homens de Judá, julgai, vos peço, entre mim e a minha vinha. Que mais se podia fazer ainda à minha vinha, que eu lhe não tenha feito? E como, esperando eu que desse uvas boas, veio a produzir uvas bravas?Agora, pois, vos farei saber o que pretendo fazer à minha vinha: tirarei a sua sebe, para que a vinha sirva de pasto; derribarei o seu muro, para que seja pisada; torná-la-ei em deserto. Não será podada, nem sachada, mas crescerão nela espinheiros e abrolhos; às nuvens darei ordem que não derramem chuva sobre ela. Is 5. 1-6

      Na realidade, a canção é uma condenação contra Israel e a explicação dada no verso sete, deixa clara a alusão.

Interagir Imprimir Digg it Del.i.cio.us Twitter comentários
Versículo do dia  | Todo dia teremos versículo para você.
Mateus
7:1

“Não julgueis, para que não sejais julgados.”

Receba versículos da Biblia em seu email, eles irão edificar e abençoar seu dia.
Digite seu e-mail no campo abaixo:
Artigos Veja mais artigos
novo Conhecendo as “sete inteligências” da teoria de Howard Gardner e pondo em prática na Igreja Se você leu o texto “As inteligências múltiplas e os seus dons”, que discorria sobre as inteligências múltiplas de Howard Gardner e...

 

Comunidade | Siga nas redes sociais

Copyright 2010-2019 - Futtura