- Religião Web - https://www.religiaoweb.com.br -

Atos – Pedro e João perante o Sinédrio

         E Pedro e João subiam ao templo todos os dias, e era para lá levado um coxo de nascença, que ficava na porta mendigando. Vendo este que os dois vinham, implorou uma esmola, ao qual Pedro lhe responde: – Não tenho ouro nem prata, mas o que eu tenho, isso te dou: Em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda! E imediatamente o homem levantou-se e entrou no templo e louvava a Deus. E muitos souberam o que fizera Pedro, e acorreram ao templo para ver a maravilhosa cura do que era coxo, e Pedro inicia seu discurso no templo, falando a respeito de Jesus, que era o Messias, que eles trocaram por um malfeitor, matando-o, mas que ressuscitara.          

         Ao ouvir que Pedro ensinava ao povo a respeito de ressurreição dos mortos, em Jesus, os sacerdotes, o capitão do templo e os saduceus, prenderam a Pedro e João. Muitos, porém, após ouvirem estas palavras a aceitaram, subindo o número dos convertidos a quase cinco mil.

         No dia seguinte reúne-se o Sinédrio e perguntam com que autoridade João estava falando aquelas coisas, e ele responde ser a autoridade do nome de Jesus, o mesmo morto por eles. Vendo sua ousadia em falar, sabendo serem homens iletrados e incultos admiraram-se e reconheceram haverem eles estado com Jesus. E o que fora coxo estava junto, de modo ser impossível ignorar a cura. Decidem proibir o ensino no nome de Jesus, mas João e Pedro não aceitam e, após ameaças veladas, foram soltos, pois a massa dava Glórias a Deus pelo ocorrido.

         Da comunidade dos que creram, era um o coração e a alma, e ninguém considerava exclusivamente sua nenhuma das coisas que possuía, e não existiam necessitados entre eles, pois todos traziam aos pés dos apóstolos toda renda de qualquer coisa vendia e estes distribuíam aos necessitados. Ninguém era obrigado, mas sentiam necessidade de assim o fazer[1] [1].


[1] [2] Leia o episódio de Ananias e Safira em At 5.1-11